2 de outubro de 2009

• Cães e Plantas Venenosas - CUIDADO •



Animais são curiosos, por isso devemos tomar cuidado com certas plantas que podem causar intoxicação.

Algumas das plantas ornamentais que temos em nossos em vasos ou jardins podem esconder perigo por trás de sua beleza. Elas são chamadas "plantas tóxicas" pois apresentam princípios ativos capazes de causarem graves intoxicações quando ingeridas ou irritações cutâneas quando tocadas.

Segundo dados do Sinitox (Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas), cerca de 60% dos casos de intoxicação por plantas tóxicas no Brasil ocorrem com crianças menores de nove anos. E a maioria, 80% destes casos, são acidentais. O Sinitox, que fornece informações sobre os agentes tóxicos existentes, funciona em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz e possui centros de atendimento e informações em vários estados do Brasil .

ORIENTAÇÕES

• Mantenha as plantas venenosas fora do alcance das crianças e dos animais domésticos.
Procure identificar se possui plantas venenosas em sua casa e arredores, buscando informações como nome e características.

• Oriente as crianças para não colocar plantas na boca e nunca utilizá-las como brinquedos (fazer comidinhas, tirar leite, etc.).

• Evite comer folhas, frutos e raízes desconhecidas. Lembre-se de que não há regras ou testes seguros para distinguir as plantas comestíveis das venenosas. Nem sempre o cozimento elimina a toxicidade da planta.

• Tome cuidado ao podar as plantas que liberam látex, pois elas podem provocar irritação na pele e principalmente nos olhos. Evite deixar os galhos em qualquer local onde possam atrair crianças ou animais. Quando estiver mexendo com plantas venenosas use luvas e lave bem as mãos após esta atividade.

• Cuidados especiais também devem tomados com os animais domésticos. Animais filhotes e adultos muito ativos têm uma grande curiosidade por objetos novos no meio em que vivem e notam logo quando há um vaso diferente em casa ou uma planta estranha no jardim. Não é raro o animal lamber, morder, mastigar e engolir aquilo que lhe despertou a curiosidade. Animais privados de água podem, por exemplo, procurar plantas regadas ou molhadas de chuva recentemente e ingerir suas partes. Há casos de cães e gatos que ficam sozinhos confinados por períodos longos que acabam se distraindo com as plantas e acabam por ingerí-las.

• Em caso de acidente, guarde a planta para identificação e procure imediatamente orientação veterinária.



ALGUMAS PLANTAS TÓXICAS





Antúrio, azaléia, bico-de-papagaio, calandium ou tinhorão, ciclâme, comigo-ninguém-pode, coroa-de-cristo, costela-de-adão, cheflera, crisântemo, dracena, espirradeira, filodendron, hera, hortênsia, kalanchoe, lírio-beladona, trombeta-de-anjo.

O que não quer dizer que você não possa ter nenhuma dessas plantas, mas sim que se tiver deverá tomar muito cuidado em relação a seus animais. Elas podem ser muito perigosas.

http://www.redevet.com.br/assuntos/plantas.htm