15 de setembro de 2009

• Como Limpar as Orelhas do seu Cão •




Os cães dependem do dono para cuidar da sua higiene e saúde. Os ouvidos do seu cãozinho, merecem uma atenção especial.

A higienização e limpeza dos ouvidos dos cães deve levar em consideração alguns fatores como:

- Produção natural de cerúmen: esta produção pode variar de acordo com cada animal, e às vezes, no mesmo animal, um ouvido apresenta uma maior quantidade de cerúmen do que o outro.

- Presença de pêlos no conduto auditivo: existem algumas raças que apresentam um certa quantidade de pêlo no interior do conduto auditivo. Contudo alguns profissionais preferem não retirar o pêlo, pois este atua como uma proteção natural contra umidade.

- Forma das orelhas: cães com as orelhas caídas, como o Cocker Spaniel Inglês, apresentam uma maior tendência para os problemas decorrentes da má higienização do ouvido, pois devido à forma das orelhas esta cria um microambiente onde existe pouca luz, umidade e calor, que contribuem para o aparecimento de certos problemas.

A limpeza dos ouvidos dos cães deve ser encarada como um ato preventivo. O proprietário responsável não deve deixar seu cão chegar ao estado limite. Por isso, crie o costume de examinar os ouvidos do seu cão desde pequeno, pois assim ele vai-se habituar com o manuseio, não fazendo deste um problema.

Como Limpar:
Coloque o seu cão no colo, ou de forma a que a sua cabeça esteja bem apoiada; dobre a orelha sobre a cabeça e examine para ver como está o ouvido. Ao dobrar a orelha de seu cão, coloque o polegar na base da orelha. Quando colocar o dedo no conduto, vai sentir o seu polegar do lado de fora — este é o limite adequado e seguro até onde pode ir.

Costuma-se usar álcool e éter para limpar os ouvidos dos cães, porém já existem produtos mais modernos e muito mais eficazes, disponíveis em bons petshops e clínicas veterinárias, que além de limpar, higienizam e previnem o aparecimento de otites. Limpe todo o conduto, passe um pouco de algodão embebido no produto, ou pingue 1 ou 2 gotas do conduto para promover uma higienização e prevenção final.

Massageie delicadamente com o intuito de fazer com que o produto atue uniformemente. Retire o excesso de secreção e de produto com um algodão ou gaze.

Evite enfiar objetos pontudos como cotonetes e pinças se você não os sabe utilizar corretamente, pois podem causar danos no seu animal.

A frequência desta limpeza é um fator que vai variar de acordo com os fatores citados antes, mas pelo menos uma vez por semana deverá examinar o ouvido de seu cão.
Sempre que o levar ao Veterinário, peça para o mesmo verificar os ouvidos do seu cão.
Fonte: AAAP